Início > HowTo's, Linux, TI > Aplique o tema da Apple Mac OS X no seu GNOME

Aplique o tema da Apple Mac OS X no seu GNOME

As vésperas do lançamento do incrivel, fenomenal, magnifico sistema operacional da Apple, Mac OS X Leopard, muitas pessoas especulam sobre o lançamento e suas hiper-super-maneiro apelos visuais e novas aplicações. Tirando o sarcasmo de lado, é inegável a aptidão da Apple em trabalhar com o visual de suas aplicações de software e hardware. O que você acha de fazer uma homenagem à Apple e instalar no seu computador um tema semelhante ao utilizado e criado pela Apple, o Apple OS X Leopard ?

Eu escolhí um tema chamado mac4lin, no entanto, há diversos outros, uns mais parecidos, outros menos parecidos, existe até uma designação chamada de “ish” para o estilo mac se você procurar em www.gnome-look.org. Se voce não quiser fazer nenhuma homenagem à Apple, mas ainda assim gostaria de aplicar um tratamento de beleza cosmético no seu Ubuntu Gutsy, então siga a receita. Apesar de ter sido usado o Ubuntu Gutsy, as regras a seguir servem a qualquer GNOME de qualquer distribuição desde que a versão seja superior a 2.18.

1) Obtendo os pacotes-temas para o GNOME

Primeiramente vá ao endereço http://sourceforge.net/projects/mac4lin, você precisará baixar de lá 3 arquivos :

Mac4Lin_v0.3.tar.gz
Mac4Lin_Icons_v0.3_for_GNOME_2.18_ONLY.tar.gz
Wallpapers_Mac4Lin_v0.3.tar.gz

Extraia todos estes arquivos num mesmo diretório, ao extraí-los serão criadas as seguintes pastas :

Mac4Lin_v0.3
Mac4Lin_Icons_v0.3_for_GNOME_2.18_ONLY
Wallpapers_Mac4Lin_v0.3

2) E no principio era apenas o terminal…

Primeiramente vamos precisar dum terminal com acesso de `root`, dê um ALT+F2 e execute “gksu gnome-terminal”, após a carga do terminal, vamos precisar de instalar os pacotes `gnome-art`, `usplash` e `startupmanager` que são importantes para aplicação desse passo a passo.

apt-get install gnome-art usplash startupmanager

3) Instalando novas fontes

Agora que voce tem um terminal com aceesso de “root”, vá até a pasta “Mac4Lin_v0.3/Fonts” que foi descompactada e a seguir execute :

tar zxvf /onde/descompactei/o/arquivo/Mac4Lin_v0.3/Fonts/OSX_Fonts.tar.gz -C /usr/share/fonts/truetype

Precisaremos de algumas fontes microsoftianas, por isso também execute :

apt-get install -y msttcorefonts

[atualização] Instalando a problemática fonte “Aquabase”Aparentemente uma fonte chamada de “Aquabase” não é mais disponibilizada pelo pacote acima, eu provavelmente há tenho no meu sistema por outras razões, assim vamos ter que baixa-la diretamente do sítio da Apple, portanto visite a página http://www.osx-e.com/downloads/misc/macfonts.html e faça o download dessas fontes que estão sendo disponibilizadas em formato .zip.

Estão inclusos nesso pacote Fonts.zip, as fontes :

AppleGaramond-BoldItalic.ttf
AppleGaramond-Bold.ttf
AppleGaramond-Italic.ttf
AppleGaramond-LightItalic.ttf
AppleGaramond-Light.ttf
AppleGaramond.ttf
Aquabase.ttf
LITHOGRL.TTF
Lucida Grande Bold.ttf
Lucida Grande.ttf
Lucida MAC Bold.PFB
Lucida MAC Bold.pfm
Lucida MAC.PFB
Lucida MAC.pfm
lucon.ttf
MACGRAND.PFB
MACGRAND.PFM

Após baixar tais fontes, instale-as copiando-as para a pasta /usr/share/fonts/truetype :

cd /onde/baixei/o/arquivo
unzip Fonts.zip
cp Fonts/*.ttf /usr/share/fonts/truetype/
cp Fonts/*.TTF /usr/share/fonts/truetype/

Outro formato das mesmas fontes (.pfm e .pfb) estão incluídas no mesmo pacote, então não vamos disperdiça-las🙂, mas cuidado com o case-sensitive no nome dos arquivos :

cp Fonts/*.PFB /usr/share/fonts/type1/gsfonts/
cp Fonts/*.pfm /usr/share/fonts/type1/gsfonts/

Por fim, devemos catalogar as novas fontes instaladas com o comando :

fc-cache -f -v
dpkg-reconfigure fontconfig

Vamos prosseguir e alterar as fontes usadas no GNOME, carregue o Preferências de Aparência em Sistema->Preferências->Aparência (vamos chama-lo daqui em diante de gerenciador de temas), após isso vá até a orelha “Fontes”, ela deverá ficar assim :

Fonte de aplicações : Bitstream Vera Sans Roman, tamanho 8,59961.
Fonte de documentos : Aquabase, Tamanho 9.
Área de Trabalho : Trebuchet MS Negrito, tamanho 9.
Fonte do título de janelas : Lúcida Grande Bold, tamanho 9.
Fonte de largura fixa : Bitstream Vera Sans Mono Roman, tamanho 10.

Alerta : Antes de fazerem tal modificação, atente-se de que deve anotar as fontes que estão sendo usadas no seu sistema para o caso de não alcançarem o efeito desejado, além disso a renderização é necessária, no meu caso “Suavização de Subpixel”, para você poderá ser outra.

3.b) [OPCIONAL E NÃO RECOMENDADO] Ajuste nas configurações das fontes conforme orientação do autor do tema

Há um ajuste do autor que diz respeito a alteração do comportamento e a renderização das fontes que você pode não gostar, em meu computador a aplicação do passo a seguir deixará as fontes como você vê nos screenshots, mas alguns estão reportando fontes serrilhadas que normalmente ocorre com a má otimização no sistema de renderização das fontes, portanto pule o comando a seguir, ou execute-o, mas com cautela, isto é, faça a cópia dos arquivos originais como sugerido e anote as fontes usadas atualmente. Para ser sincero, as fontes do seu sistema já são muito boas, igual ao MAC OSX não as deixará melhor na minha opnião, enfim, se quer deixar exatamente parecido ao Mac OS X então :

mkdir -p /etc/fonts/backup
cp -v /etc/fonts/*  /etc/fonts/backup
tar xvjpf fontconfig.tbz -C /etc/fonts/
fc-cache -f -v
dpkg-reconfigure fontconfig

Mais tarde se você arrepender-se desse ajuste então poderá copiar o conteúdo da pasta “/etc/fonts/backup” para o local original com o seguinte comando :

sudo cp -vf /etc/fonts/backup/*  /etc/fonts/
fc-cache -f -v

dpkg-reconfigure fontconfig

E voltará a ser o que era antes.

4) Instalando novos cursores

Carregue o gerenciador de temas, após isso vá até a pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/Cursors” e arraste o arquivo `Mac4Lin_v0.3_Cursors.tar.gz` para dentro da janela do gerenciador de temas. Cada vez que você arrastar e soltar um .tar.gz com um tema dentro, o gerenciador de temas vai questiona-lo se deseja aplicar este tema, o mais indicado é responder ’sim’ daqui para frente.

Tela de configuração cursor :

Escolhendo o cursor com estilo de Mac OS X.

5) Instalalando e configurando os sons

Novamente vá até a pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/Sounds’ , lá você encontrará o arquivo “OSX_Sounds_v0.3.tar.gz” que possui uma coleção de sons .wav temático do OS X. Para instala-lo :

tar zxvf /onde/descompactei/o/arquivo/Mac4Lin_v0.3/Sounds/OSX_Sounds_v0.3.tar.gz -C /usr/share/sounds

Agora volte para o menu em Sistema->Preferencias->Som, escolha a orelha “Sons” e lá voce encontrará uma tela semelhante a :

Preferencias de som

Clique em cada caixa de seleção de musica e escolha os efeitos sonoros conforme mostrado acima, os efeitos sonoros exclusivos estarão na pasta /usr/share/sounds/OSX_Sounds_v0.2. Obviamente a idéia acima foi apenas um exemplo, há muitos outros arquivos que podem ser usados na mesma pasta.

Alerta : Se você já possui uma coleção de sons já configurado não esqueça de anota-las antes dessa modificação, isto é requerido caso você não goste da combinação acima.

6) Instalando o tema versão Metacity (padrão do gnome)

Se você usa outro gerenciador de janelas como por exemplo o emerald então pule este passo.

Vá até a pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/GTK Metacity Theme’ , lá há dois temas incluídos, Normal e Aqua. O tema Normal contem botões sem o estilo aqua, enquanto o outro abusa desses efeitos “aqua”. O procedimento é o mesmo, apenas arraste um ou os dois temas para dentro do gerenciador de temas.

7) Instalando novos ícones

Carregue novamente o gerenciador de tema, após isso vá até a pasta recém descompactada “Mac4Lin_Icons_v0.3_for_GNOME_2.18_ONLY/Mac4Lin_Icons” e arraste o arquivo `Mac4Lin_Icons_v0.3_for_GNOME_2.18.tar.gz` para dentro da janela do gerenciador de temas. Quando você arrastar e soltar então o gerenciador de temas vai questiona-lo se deseja aplicar este tema, responda ’sim’. O readme desse pacote diz claramente que é para ser usado apenas no GNOME 2.18 e não na versão 2.20 citando nominalmente o Ubuntu Gutsy e OpenSuSE, apesar disso não tive problemas. Se voce tiver problemas com esse conjunto de ícones por seu sistema ser GNOME 2.20 então recomendo que voce instale este outro conjunto de ícones, o procedimento é exatamente o mesmo.

Para exibir ícones na area de desktop como “Meu Computador”, “Minha Pasta Pessoal”, “Servidores de Rede” e “Lixeira”, faça assim, dê um ALT+F2 e execute “gconf-editor” e a seguir procure por essa chave apps->nautilus->desktop e habilite as seguintes entradas conforme sua necessidade de exibir tais ícones na area de desktop :

  • Computer Icon Visible = Meu Computador
  • Home Icon Visible = Minha Pasta Pessoal
  • Network Icon Visible = Servidores de Rede
  • Trash Icon Visible = Lixeira

Exemplo da aparencia da tela com os ícones temáticos :

Icones temáticos do Mac OS X.

8) Instalando novos papeis de parede

Carregue novamente o gerenciador de tema, escolha a orelha “Plano de Fundo” e após isso vá até a pasta recém descompactada “Wallpapers_Mac4Lin_v0.3/Wallpapers_Mac4Lin_v0.3″ e arraste todos os arquivos (use o mouse para selecionar todos) para dentro da janela onde exibe todos Planos de Fundos. Quando voce arrastar e soltar então todos os papeis de paredes utilizados no Mac OS X estarão relacionados.

9) Instalando o tema para o Emarald

Se você não usa o gerenciador de janelas Emerald, pule este tema.

Carregue o gerenciador de temas do Emerald, vá em Sistema->Preferências->Emerald Theme Manager, a seguir vá em “Temas” e clique no botão “Importar”, e ao ser questionado para selecionar o arquivo então escolha-o dentre a récem descompactada pasta “Mac4Lin_v0.3/Emerald/Mac4Lin_Emerald_v0.3.emerald” e aplique o novo tema.

10) Tema para o gerenciador de login (GDM)

Carregue o gerenciador de login, vá em Sistema->Administração->Janela de Inicio de Sessão, em seguida selecione a orelha “Local”, também na opção “Tema” escolha a opção “Apenas selecionado”. Você perceberá que logo abaixo há uma relação de temas a serem selecionados, a partir daí apenas arraste o conteúdo da pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/GDM Theme/Mac4Lin_v0.3_GDM.tar.gz” para a janela onde há essa relação de temas. Você será questionado se deseja realmente instalar este tema, escolha “sim” e a seguir verá como opção de tema, um item chamado “Mac OS X Leopard” na relação, agora é só seleciona-lo e aplicar. Na próxima vez que fizer o seu login notará uma diferença agradável.

11) Tema para o splash screen do GNOME

Carregue o gerenciador de splash screen do gnome, vá em Sistema->Preferencias->Splash Screen, a seguir ative a opção “Mostrar splash screen no inicio” (em inglês : Show splash screen on startup). Após isso ative o botão “Exibir splash screen no inicio” (em inglês : “Show splash screen on startup”) e em seguida clique no botão “+ Instalar” (em inglês : “+ Install”) e selecione os 4 arquivos que estão na pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/GTK Splash/”. Esse procedimento é chato porque você não pode arrastar e soltar todos de uma única vez, tem que incluir individualmente os 4 arquivos de splash-screen. Após incluir todos, selecione uma que lhe agrade na tela principal e clique no botão “Ativar” (em inglês : “Activate)” em baixo. Na próxima vez que fizer o seu login notará a diferença.

12) Tema para o Firefox

Antes de instalar os temas é preciso instalar algumas extensões que acompanham o tema, para instala-los carregue o Firefox e vá em Ferramentas->Complementos e a seguir selecione a orelha “Extensões” (ou “Complementos” em algumas versões), e arraste todos os arquivos que encontrar na pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/Mozilla Themes/Extensions/” com as seguintes extensões :

custom_buttons.xpi
fission.xpi
stop_reload_button.xpi

Para a janela do Firefox contendo os complementos, e então instale todas essas extensões. Achei essas extensões bem agradáveis, o status de progressão por exemplo se utiliza da própria barra de URL.

Então por fim arraste também o arquivo-tema “FireFox Safari Skin – Vfox2.jar” que se encontra em “”Mac4Lin_v0.3/Mozilla Themes/” e aplique o novo tema. Reinicie o firefox se desejar saber como ficou a aparência dele. O Firefox depois de re-estilizado fica assim :

Tema do apple Mac OS X aplicado no firefox.

13) Instalando o dock Avant-Window-Navigator (somente para usuários do compiz/XGL)

A instalação do Avant-Window-Navigator só é recomendada para aqueles que usam o compiz/XGL, se não pode usa-los então sugiro a instalação do SimDock, que é tão bonito quanto o AWN, porém não requer compiz/XGL. O SimDock também pode ser estilizado para Mac, no entanto, você vai ter que ler a documentação do mac4lin e descobrir.

Algo também importante na instalação do AWN é que este painel ficará sobre o painel inferior do GNOME que normalmente traz a lista de tarefas, alternador de desktops e lixeira, assim, é sugerivel que voce exclua este painel, como ? Clique com o botão direito sobre este painel inferior e escolha a opção “Excluir este painel”. Se voce não gostar do AWN e quiser retornar o painel inferior do GNOME então vá até o painel superior e clique novamente com o botão direito e escolha a opção “Novo Painel”, daí é só arrastar o painel recém-criado para a base inferior e adicionar os itens que haviam antes, como ? clique com o botão direito sobre o painel recém-criado e escolha “Adicionar ao Painel” e adicione os seguintes itens (na ordem) : “Mostrar a área de trabalho”, “Lista de Tarefas”, “Alternador de espaços de trabalho” e “Lixeira”.

Antes de prosseguir, voce terá de acrescentar um repositório não oficial, supondo que você esteja no terminal sudo (senão execute com ALT+F2 : gksu gnome-terminal) :

gedit /etc/apt/sources.list

e acrescente as seguintes linhas :

##Avant Window Navigator
#wget http://download.tuxfamily.org/syzygy42/reacocard.asc
#sudo apt-key add reacocard.asc
deb http://download.tuxfamily.org/syzygy42 gutsy avant-window-navigator
deb-src http://download.tuxfamily.org/syzygy42 gutsy avant-window-navigator

salve o arquivo, e saia do editor.

Também execute no terminal (ainda como root) :

wget http://download.tuxfamily.org/syzygy42/reacocard.asc
apt-key add reacocard.asc

E por fim atualize sua base de dados do apt e instale o avant-window-navigator :

apt-get update
apt-get install -y avant-window-navigator-bzr awn-core-applets-bzr

É possivel acrescentar neste dock um tema especifico para Mac OS X Leopard, para adiciona-los voce terá de ir no menu do GNOME e acessar Sistema->Preferencias->Awn Manager, ou apenas dê um ALT+F2 e execute “awn-manager” então após isso, do seu lado esquerdo você verá as seções que podem ser personalizadas neste aplicativo, escolha o item “Themes” e então clique no botão “Adicionar” (sim tem partes desse programa em português e outras em inglês) escolha o tema da pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/Docks/Avant Window Manager Themes/” onde há dois temas, adicione os dois. Inicialmente os dois temas não aparecerão na relação, isto tem a ver com o funcionamento do AWN onde operações recentes não aparecem até que voce clique no botão “Atualizar” que fica lá no rodapé da aplicação então portanto clique em atualizar e se ainda assim não funcionar então clique em “Fechar” e reinicie o próprio Awn Manager. Ainda no Awn Manager, clique na sessão “Themes” e você verá os temas que foram adicionados, clique no tema que for de seu agrado e em seguida clique no botão “Aplicar”.

Para fazer aparecer este dock vá no menu em Aplicações->Acessórios->Avant window navigator.

Para tornar este Dock padrão em sua sessão, vá em Sistema->Preferências->Sessões e clique em “Adicionar” e inclua o programa “avant-window-navigator”. Este Dock não contém apenas um visual elegante, nele encontrará alguns applets verdadeiramente interessantes que podem até substituir algumas opções que você talvez esteja acustumado no painel do gnome, para ser sincero, voce pode até excluir o painel inteiro do GNOME (só não me pergunte como fazer isso, apenas sei como oculta-lo). Por exemplo, o applet Awn Main Menu substitui com vantagens o menu principal do GNOME, pode conferir.

Uma amostra de como fica o Avant-Window-Navigator :

Uma amostra de como fica o Avant-Window-Navigator.

14) Estilizando o Pidgin para ficar com cara de uma aplicação Mac OS X

Antes de prosseguir é necessário voce fechar totalmente seu Pidgin.

Novamente vá até a pasta recém descompactada “Mac4Lin_v0.3/Pidgin’ , lá voce encontrará os seguintes arquivos :

pidgin_awn_plugin.tar.gz
pidgin-osx-theme-black.tar.gz
pidgin-osx-theme.tar.gz

Descompacte o arquivo “pidgin_awn_plugin.tar.gz” em /usr/lib/pidgin :

tar -zxvf /local/onde/esta/Mac4Lin_v0.3/Pidgin/pidgin_awn_plugin.tar.gz -C  /usr/lib/pidgin/

Os outros dois arquivos são temas com ícones animados do Pidgin, se voce preferir utilizar um estilo mais dark :

tar -zxvf /local/onde/esta/Mac4Lin_v0.3/Pidgin/pidgin-osx-theme-black.tar.gz  -C /usr/share/pixmaps

Ou se preferir o outro um estilo classico :

tar -zxvf /local/onde/esta/Mac4Lin_v0.3/Pidgin/pidgin-osx-theme.tar.gz -C /usr/share/pixmaps

Carregue novamente o Pidgin, vá em Ferramentas->Plugins, e na relação de plugins existente você deverá procurar e ativar o plugin “AWN Plugin” e em seguida feche o Pidgin.

Vá em Sistema->Preferencias->AWN Manager, escolha a sessão “Launchers” e clique no botão “Adicionar” e adicione o programa “pidgin”, se voce quiser poderá acrescentar também outros aplicativos que você utilize muito, por exemplo, o Firefox. Nessas operações de acrescentar itens em “Launches” é sempre recomendável reiniciar o AWN senão os ícones dos programas adicionados ficam “borrados” ou com altura desproporcional.

Carregue o Pidgin novamente, dessa vez voce perceberá que irá aparecer no Dock do Avant-Window-Navigator, mas tem um efeito colateral, ele aparece também na bandeja do GNOME, e isso confunde, opcionalmente voce resolve isso indo até a tela principal do Pidgin e em seguida Ferramentas->Preferencias, e na Orelha “Interface” haverá uma opção chamada “Mostrar ícone na bandeja” que deverá estar posicionada em “Nunca” . A bandeja do GNOME, conhecida também pelo nome de “Area de Notificação” poderia ser removida, pois o AWN também acompanha um applet para a mesma tarefa, mas isso é decisão pessoal porque há programas que incluídos na Bandeja do AWN descaracterizam o Dock e fica muito feio, isso ocorre especialmente com ícones que originalmente são muito grandes e o AWN mostra-os no tamanho original.

15) Telas de boot (usplash e grub)

Também é possivel modificar a tela de seleção de boot do grub e o splash screen quando o sistema inicia-se. Antes de prosseguir atente-se para o seguinte fato, o aplicativo que voce está preste a instalar é capaz de personalizar o grub de uma forma bastante abrangente que pode esbarrar em limites conhecidos por sua placa de video, portanto, use as instruções a seguir por sua conta e risco.

O startup-manager é um excelente front-end para configurar o sistema de boot, o grub. No entanto, dependendo das configurações que voce utilizar poderá até mesmo incapacitar o sistema de boot de sua máquina, por isso vamos fazer uma cópia da configuração atual do GRUB :

sudo cp /boot/grub/menu.lst /boot/grub.menu.lst.copy

Vá em Sistemas->Administração->Startup-Manager, eis a tela a seguir :

Tela do Startup Manager.Tela do Startup Manager (aparencia).

O primeiro ajuste é ir até a orelha “Appearance”, habilite a opção “Use colors in bootloaders menu”.

Clique no botão “Manage bootloaders themes…” e a seguir no botão “Adicionar” e adicione todos as imagens .xpm.gz alistados na pasta recém descompactada em “Mac4Lin_v0.3/Grub Splash/*.xpm.gz”, a seguir habilite a opção “Use Background image for bootloader menu” e finalmente na caixa “Grub Background Image” voce seleciona uma das telas que voce adicionou, por exemplo, mac07.

Também clique no botão “Manage usplash themes…” e a seguir no botão “Adicionar” e adicione todos os temas .so alistados na pasta recém descompactada em “Mac4Lin_v0.3/Usplash/*.so”, a seguir em “Usplash Theme” seleciona um dos temas que voce adicionou, por exemplo, gangstaosx.

A combinação acima é apenas um exemplo, para verificar o seu funcionamento reinicie o computador. Novamente vale a pena ressaltar de que dependendo da combinação em “Boot Options”, o GRUB e o tema dele podem falhar se sua placa de video não portar tais resoluções indicadas no modo de vídeo vesa.

Alerta : Ao usar o tema de boot de um MacOS X, os textos de boot serão suprimidos, isso causará uma inconveniencia : quando o fsck quiser vazer uma checagem de disco você não conseguirá vê-lo e provavelmente concluirá que o micro travou. Por isso quando o boot demorar, apenas aguarde, não adiantará reiniciar o computador porque o processo se repetirá novamente.

16) Confira a aplicação do tema

Gerenciador de temas não é muito confiável quando voce pede para ele aplicar os temas e cursores automáticamente. Portanto, sugiro você verificar como o seu tema ficou no final. Acesse o menu do GNOME e vá em Sistemas->Preferencias->Aparência e confirma se o tema selecionado e chamado de “Personalizado” está configurado conforme indicado abaixo e faça as mudanças necessárias :

Tema : Personalizado (duplo clique nele)

Controles : Mac4Lin_GTK_Aqua_V0.3

Cores : n/a

Margem da Janela : Mac4Lin_GTK_Aqua_V0.3

Ícones : Leopard_Icons_v0.3

Cursor : Mac OS X

Se tudo está conforme esperado, então feche o gnome-terminal.

17) Um painel enxuto

Se voce esta usando o AWN, deve reparar que o painel superior do GNOME ocupando 100% da largura da tela não ficou bom.

O segredo aqui é clicar com o botão direito sob um ponto vazio desse painel e escolher a opção propriedades, a seguir na orelha “Geral” desmarcar a opção “Expandir”, também na orelha “Fundo” escolher a opção “Cor solida” com o estilo 100% transparente como pode ver a seguir :

propriedades do painel do gnome - geral.propriedades do painel do gnome - fundo.

Uma outra modificação seria remover a “Barra do Menu” do painel, pois este torna-o desnecessariamente largo, como faze-lo ? Simplesmente clique com o botão direito sobre a “Barra do menu” do painel e em seguida escolher a opção “Remover do Painel” :

propriedades do painel do gnome - removendo barra de menu.

Mas não é ruim ficar sem o menu principal ? Sim, é. Acontece que o painel do gnome é super-estável e o AWN ainda não, se você ficar sem o AWN simplesmente não terá mais acesso a nenhum item de menu e vai ter que apelar sempre para o ALT+F2 para executar seus programas.

Por essa razão é bom manter um menu, porém é desnecessário a “barra de menu”, existe um outro applet para este painel que é muito mais enxuto, é o …. “Menu Principal”. Peraí, mas não é o mesmo ? Não, não é. Existem dois applets alistados que podem ser adicionados ao painel do gnome : “Barra de Menu” e “Menu Principal”. A diferença entre ambos é que o “Menu Principal” é apenas um botãozinho que dá acesso a todo menu do gnome, enquanto a ¨Barra de Menu” inclui além do botão, as opções “Aplicações”,”Locais” e “Sistema” horizontalmente. Para acrescentar o enxuto “Menu Principal” apenas clique com o botão direito sob uma area vazia do painel e em seguida clique em “Adicionar ao Painel” e na relação de applets inclua apenas o “Menu Principal”, seu painel ficará assim :

propriedades do painel do gnome - apos configuracao.

Obviamente também pode-se remover applets que voce não use e tornar esse painel ainda mais enxuto.

Embora haja receitas de remoção do painel por completo (isso daria um aspecto definitivo de Mac OS X), não recomendo essa operação porque algumas funcionalidades do GNOME estão atreladas ao funcionamento desse painel, desde o ALT+F2 para executar comandos até as janelas de dialogo de impressão.

18) A cereja a gente deixa para o final

Para concluir este artigo vamos mudar o ícone principal do Menu do AWN, que provavelmente tem essa aparência :

Icone original do menu principal do GNOME.

Que não é feio, porém vou demonstrar como trocar para :

icone substituto de menu

O segredo para realizar essa operação é saber que todos os ícones usados pelo tema original encontram-se em /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable e estão no formato .png, o gnome e o AWN usa o seguinte ícone em /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png como ícone principal do menu, então o que devemos fazer ? Apenas substituir este arquivo por outro. Vamos por a mão na massa, primeiro vamos fazer o backup do ícone velho, carregue o Terminal e execute :

cp  /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png \
  /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu-anterior.png

Agora nós faremos a substituição conforme falado :

cp /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/apps/nautilus.png \
   /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png

Ainda assim há outras opções, por exemplo :

logo 2logo 3logo 4logo 5logo 6logo 7

Gostou de algum deles ?

Se a resposta for “sim”, repita a mesma operação, as opções acima são respectivamente os ícones :

cp /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/apps/48/distributor-logo.png \
   /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png
cp /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/apps/48/distributor-logo1.png \
   /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png
cp /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/apps/48/distributor-logo3.png \
   /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png
cp /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/apps/48/distributor-logo5.png \
   /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png
cp /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/apps/48/distributor-logo6.png \
   /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png
cp /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/apps/48/distributor-logo8.png \
   /home/seulogin/.icons/Leopard_Icons_v0.3/scalable/places/gnome-main-menu.png

Mas esses icones acima não são tão interessantes porque usam tamanho 48×48 pixel, pequenos demais para serem usados no AWN e na minha opnião ficam feios, a forma ideal de utiliza-los seria edita-los com o Gimp e fazer um “alargamento das dimensões” para 128×128 px.

Conclusão :

Ainda existem alguns outros ajustes que voce poderia fazer como por exemplo configurar o exaile(conjugado com o AWN) e XMMS, infelizmente não dá para mencionar todas as possibilidades, mas se voce estiver interessado há um PDF descrevendo passo a passo todos os itens que mencionei e ainda mais alguns outros. Esse PDF encontra-se na página do projeto do mac4lin (http://sourceforge.net/projects/mac4lin), na área de downloads.

Há temas melhores na minha opnião, este tema deixa muito parecido com o Mac OS X enquanto outros temas “ish” deixam a tela mais esmerada sem tentar ser exatamente igual ao tema do Leopard. Por exemplo, eu já estou acostumado com os botões minimizar, maximizar, shade,…todos para o lado direito, eles irem para a esquerda não é muito prático para mim. Mas enfim, é apenas um test-drive, alguns gostam enquanto outros não, mas é bom participar de um test-drive antes de opinar, não ?

O artigo acima foi direcionado a demonstrar a flexibilidade que o Linux e seus softwares gráficos como o GNOME dão ao usuário em modificar praticamente todos os controles gráficos do sistema, desde o GRUB até o ícone que aparece no Menu do GNOME. Não estou incentivando ninguém a mudar a aparência do seu GNOME para Mac OS X por causa das vantagens desse, até porque apesar da aparência de Mac ainda é Linux e Compiz. A escolha por aplicar um tema de Mac OS X se deve ao fato do futuro lançamento do MAC OS X Leopard estar próximo, ou seja, apenas aproveitar a oportunidade.

Fonte: hamacker.wordpress 

Categorias:HowTo's, Linux, TI Tags:, ,
  1. paumolão
    16 agosto, 2008 às 11:03 pm

    aew na ultima parte (trocar os icones do iniciar ) pq no comando vc não coloca ~./icons/ o til subistitui o seu nome de usuario

    vlw e espero ter ajudado

  2. André Moreira
    20 setembro, 2009 às 5:24 am

    Sinceramente: Obrigado por todas essas dicas!😀

    • renatoxavier
      24 novembro, 2009 às 2:42 pm

      Por nada André. Sempre que possível vou colocar minhas experiências aqui. Espero que sejam úteis

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: