Início > Ciência, Notícias, Tecnologia > Memórias multi-core terão acesso paralelo aos dados

Memórias multi-core terão acesso paralelo aos dados

Agora que você já se acostumou com os processadores “multi-core”, prepare-se para as memórias formadas por vários núcleos. Embora o acesso a cada célula individual de memória seja maior, o rendimento total das memórias não-voláteis poderá aumentar em até 30 por cento, graças ao acesso paralelo aos dados.

Memórias multi-core

A nova arquitetura de memória de acesso paralelo, criada pelo especialista em criptografia Joseph Ashwood, quebra o gargalo do acesso serial aos bits gravados nas células das memórias atuais.

As memórias multi-core integram um circuito de controle próximo ao conjunto de células do próprio chip de memória, permitindo acesso paralelo aos dados para centenas de processos executados simultaneamente. Assim, o processador não precisa ficar esperando que um programa termine de consultar ou escrever seus dados para utilizar a memória.

Design rápido e compacto

“Nós temos uma nova forma de montagem da memória, com alguns poucos novos elementos que eu vislumbrei graças à minha experiência com criptografia. Eu estou basicamente aplicando técnicas muito avançadas de criptografia para a arquitetura das memórias, resultando em um novo design único que é muito rápido e compacto,” disse Ashwood em uma entrevista à revista EE Times.

Memórias não-voláteis

O maior interesse da nova técnica de fabricação de memórias está nas memórias não-voláteis, como as memórias Flash utilizadas em máquinas fotográficas, pen- drives e outros equipamentos portáteis. Como o acesso aos dados nessas memórias é serial, o aumento da capacidade de armazenamento tem competido com a miniaturização, impedindo a melhoria da sua velocidade de operação.

Memória de acesso paralelo

O processamento extra representado pelo circuito de gerenciamento paralelo faz com que o tempo de acesso aos bits individuais passe da faixa atual de 20 a 50 nanosegundos, para até 50 a 70 nanosegundos. Por outro lado, centenas de processos estarão rodando simultaneamente, significando que uma quantidade efetiva de dados muito maior estará sendo acessada.

A nova arquitetura de memória paralela multi-core por enquanto é apenas um projeto. Ashwood está negociando o licenciamento da tecnologia para que empresas possam fabricar os protótipos e testar as novas memórias na prática.

Fonte: inovacaotecnologica

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: