Início > Linux, Notícias, TI > oVirt: ambiente de virtualização da Red Hat baseado em Linux

oVirt: ambiente de virtualização da Red Hat baseado em Linux

A Red Hat publicou uma nova versão beta da sua ferramenta de virtualização baseada em Linux, chamada oVirt. O virtualizador pode ser carregado para PCs a partir de dispositivos de memória flash, como pen drives. É baseado em Linux, usando o KVM (kernel-based virtual machine), que é incluso no kernel do Linux desde 2006.

Ele pode rodar Linux e Windows, entre outros sistemas. O oVirt suportará um recurso importante na virtualização para servidores, que é o transporte de uma aplicação virtualizada de uma máquina física para outra, sem interromper o funcionamento, “a quente”.

A Red Hat começou a falar publicamente do oVirt , e destaca a facilidade de instalação.

O oVirt pretende transformar a virtualização em uma simples imagem que pode ser embutida em um dispositivo de memória FLASH, ou inicializada via CD ou PXE, segundo divulgação da Red Hat em fevereiro. “Nenhum disco local é necessário. Sem instalação. Um servidor físico pode se tornar um servidor virtual apenas inicializando o oVirt”.

O software cabe num flash drive de 64 MB, e teoricamente pode ser inicializado em qualquer hardware x86, conforme disse Brian Stevens, CTO e vice-presidente de engenharia da Red Hat.

Apesar de trabalhar ativamente no oVirt, a Red Hat manterá a parceria com o Xen, da Citrix (anteriormente, da XenSource). O Red Hat Enterprise Linux traz o Xen com o sistema.

Além do oVirt beta, ela também anunciou na última quarta-feira (ontem) o FreeIPA, agora concluído. Ele começou há cerca de um ano, e visa facilitar a configuração de identificação, políticas e auditoria em ambientes de produção virtualizados.

O FreeIPA oferece uma central de segurança central para ambientes virtuais, e o oVirt oferece um gerenciamento da plataforma de virtualização via web. Apesar de poder ser usado num dispositivo USB, Stevens realça que “Isto não é um brinquedo, é um suporte total, pesado, de solução de virtualização baseado no núcleo do Linux”.

Página do oVirt, atualmente numerado como 0.91-1 beta:

http://www.ovirt.org/

Um pré-requisito para rodá-lo é ter pelo menos o Fedora 9 instalado, com o suporte a virtualização ativo, as últimas atualizações, e os pacotes do kvm, libvirt, virt-manager and virt-viewer.

O FreeIPA pode ser encontrado em http://freeipa.org/.

Divulgação oficial no site da Red Hat:

http://www.press.redhat.com/2008/06/18/more-on-red-hat%e2%80%99s-virtualization-news/

Leia mais em:

http://www.linuxworld.com.au/index.php/id;450151188;fp;16;fpid;1

Fonte: Guia Do Hardware

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: